Rádio Web do gaguinho

WWW.RADIALISTAGAGUINHO.COM.BR

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

SALVADOR BAHIA: MORRE O EX: DEPUTADO PEDRO IRUJO


Foto: Reprodução/ Facebook
Espanhol, mas de carreira política formada na Bahia, o ex-deputado Pedro Irujo morreu nesta sexta-feira (15), informou um de seus filhos.
Irujo tinha 87 anos e, recentemente, tinha sofrido dois infartos. Em decorrência das complicações, ficou internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital da Bahia.
O sepultamento dele está marcado para as 16h30 desta sexta, no cemitério Jardim da Saudade.
Pedro Irujo Yaniz nasceu em Pamplona, na Espanha, no dia 29 de junho de 1930. Conheceu o Brasil em viagens ocasionais, até transferir-se para São Paulo, em 1956, e para Salvador, em 1963, onde se tornou sócio proprietário e presidente da Breda Turismo (1963-1966), da Nordeste Transportes Especializados Ltda. (1966), da Stella Azurra S.A. (1973), da TV Itapoã, repetidora do Sistema Brasileiro de Televisão, em Salvador, da Rádio Sociedade da Bahia S.A. (1980), e da Polystar Indústria e Comércio de Produtos Sintéticos Ltda. (1985-1987).
Iniciou a vida política em 1980 e foi delegado nacional do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (1987-1990). Elegeu-se deputado federal no pleito de outubro de 1990 pela legenda do Partido de Renovação Nacional, a mesma sob a qual Fernando Collor de Melo conquistou a presidência da República.
Irujo retornou ao PMDB em outubro de 1992, candidatando-se sem sucesso à prefeitura de Salvador. De volta ao Legislativo, foi titular das comissões de Desenvolvimento Urbano e Interior, Viação e Transportes, e da comissão especial que discutiu a política nacional de habitação.
Em outubro de 1993, foi acusado pelo economista José Carlos Alves dos Santos, ex-assessor do Senado, de participar do esquema liderado pelo deputado João Alves (PPR-BA), responsável por desvios de verbas federais. A comissão parlamentar de inquérito que apurou os fatos considerou-o isento de culpa, mas em novembro o Ministério Público denunciou-o por crime eleitoral.
Pedro Irujo reelegeu-se em outubro de 1994, tornando-se vice-presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, titular das comissões especiais sobre os serviços de telecomunicações e sobre a criação de novos municípios, e suplente da Comissão de Agricultura e Política Rural.
Transferiu-se para o Partido da Frente Liberal (PFL) em 2000, e nesta legenda reelegeu-se para a Câmara Federal, pela Bahia, nas eleições de 2002. No ano seguinte, deixou o PFL, ingressando no Partido Liberal (PL), de onde sairia em 2005.
Após ficar um período sem legenda, retornou no mesmo ano para o PMDB. Ao longo desta legislatura (2003-2007) atuou como titular das comissões permanentes de Desenvolvimento Urbano e Interior, e de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, da qual foi também terceiro vice-presidente.
Em março de 2007, decidiu aposentar-se da vida parlamentar. Casado com Irene Rodrigues Irujo, teve dois filhos. Um deles, Luís Pedro Irujo, foi deputado estadual (1987-1991). (I Bahia)