Rádio Web do gaguinho

www.radialistagaguinho.com.br

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

PROFESSORES DA REDE ESTADUAL PARAM POR 24H

Os professores da rede estadual de ensino realizam paralisação de 24h em toda a Bahia, nesta quinta-feira (30). O motivo do protesto é tentar pressionar a Justiça para dar celeridade ao julgamento do pagamento da conversão da Unidade Real de Valor (URV) para a atual moeda, o Real, com juros e correção desde 1999. Por causa da greve, cerca de 1,1 milhão de alunos ficaram sem aulas. "Nós mais uma vez nos mobilizamos para pressionar pela realização do julgamento do nosso processo da URV. Pedimos à presidente do Tribunal de Justiça agilidade na nossa causa", afirma a vice-presidente da APLB, Marilene Betros. Segundo ela, não há outras atividades de manifestação programadas para os próximos dias. Informações do A Tarde.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

WAGNER É RECEBIDO SOB PROTESTO

O governador Jaques Wagner (PT) foi recebido com um protesto no momento em que chegava à sede da TV Bahia, onde ocorre o debate entre os candidatos ao comando da máquina estadual. A manifestação foi organizada pela Associação Nomeação Já, composta por integrantes da Polícia Civil que não foram convocados para atuarem nos postos de escrivão e investigadores que se formaram mas ainda apelam pela nomeação. Integrante do movimento, José Cerqueira, foi enfático em entrevista ao BN, quando disse que “ele (Wagner) tem que cumprir o que prometeu. Nós viemos até aqui para mostrar que precisamos trabalhar, já que ele nos garantiu que ia convocar. Na verdade, o governador deve enxergar o prejuízo que tem dado aos 531 policiais que estão desempregados”, detonou.
(Gusmão Neto)

MALAFAIA ACUSA MARINA DE 'DISSIMULAÇÃO' E ROMPE

O pastor Silas Malafaia, o mais pop dos pregadores da Assembleia de Deus, acusou a presidenciável Marina Silva (PV) de "dissimular" suas ideias sobre a liberação do aborto e da maconha e, nesta segunda-feira (27), anunciou apoio a José Serra (PSDB). Ele era o principal líder evangélico a declarar voto na candidata verde, seguidora da Assembleia de Deus. A mudança foi comemorada pelos tucanos, que contam com discursos a favor de Serra nos programas de TV do pastor. Em carta enviada a fieis, ele chamou a senadora de "pessoa que se diz cristã" e a condenou por defender um plebiscito sobre os dois temas polêmicos. "O que esta mulher tem a falar sobre plebiscito? Desce do muro, minha filha! O cristão tem que dizer a que veio, senão boto chumbo na hora", disse o pastor em entrevista à Folha de S. Paulo. A carta foi concluída com um ataque ao PT: "Infelizmente, Marina não nega suas raízes petistas". Malafaia se indispôs com o PT ao recomendar os fieis a assistirem a um vídeo que os aconselha a não votar em petista

terça-feira, 28 de setembro de 2010

SÃO.FÉLIX-BA: COM MELHOR ÍNDICE NA ÁREA DA SAÚDE

São Félix é o município baiano com melhor índice de desenvolvimento social na área de saúde, segundo o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), feito pela Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan). No estudo recém-divulgado, o município histórico obteve 0,8385, um alto índice de desenvolvimento no quesito saúde. Essa conquista ganha ainda mais relevo por tratar-se de uma cidade pobre situada fora da Região Metropolitana de Salvador, mais precisamente no Recôncavo baiano, e com população inferior a 15 mil habitantes. Segundo matéria publicada no jornal A Tarde, a localidade deve o resultado à melhoria da qualidade de vida da população a partir de investimentos públicos na prevenção de doenças. O bom desempenho de São Félix na área de saúde ressalta o importante trabalho de prevenção que tem sido feito ao longo dos anos por sucessivas administrações, com programas eficientes e bem estruturados para prevenção das doenças com maior prevalência, a exemplo da hipertensão e diabetes, e para a população com faixa etária que mais necessita de atenção especial - como os idosos, que contam o Centro de Integração e Prevenção à Saúde do Idoso (Cips). Outro ponto positivo é o bom funcionamento do Hospital Nossa Senhora da Pompeia, administrado pela Santa Casa de Misericórdia de São Félix. A unidade presta atendimento amplo e resolutivo à população local, bem como cidades do Recôncavo como Cachoeira, Maragojipe, Cruz das Almas, Muritiba, Governador Mangabeira e Cabaceiras do Paraguaçu.
O prefeito Alex faz de tudo mesmo sem muitos recursos, fez reuniões para melhorar a Saúde da cidade

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

POLÍCIA MILITAR É INDUZIDA AO ERRO !!!. CADÊ OS QUEBRA MOLAS DA BR 101






Quem esteve em Governador Mangabeira-Ba, na Tarde desse domingo (26), pode ver até onde vai a ARROGÂNCIA E PREPOTÊNCIA de algumas pessoas do grupo político da Prefeita. Acontece que o PROTESTO PACÍFICO, que ocorreu na BR 101, devido à morte de um jovem em um acidente de trânsito, próximo ao Posto Capivary, acabou com a PRISÃO do Presidente da Câmara de Vereadores da cidade mangabeirense, juntamente com mais três jovens de bem.
Com a chegada da Polícia Tático Móvel, o Secretário de Governo Edgar Henrique, se intitulou Juiz e Jurado, e saiu apontando as pessoas que supostamente estariam no Protesto, induzindo ao erro a Polícia Militar, por coincidência todos faziam parte de grupos políticos contrários ao da Prefeita, não bastasse isso, o Secretário chamou todos que alí estavam de VAGABUNDOS, será que pessoas que estavam lutando pela segurança de todos, em protesto pela morte de muitos, podem ser chamados de vagabundos?
Será que é crime reinvidicar segurança?
O Secretário, que já responde processos, pode julgar alguém?
Quem é esse, todo poderoso, que acha que tudo pode?
A população estava alí secretário, porque não suporta mais os desmandos do desgoverno que você faz parte. Se algum crime foi cometido alí, foi o senhor, com sua arrogância e mentira quem cometeu.
O povo de Mangabeira não aguenta mais com tanta perseguição, tanta prepotência e tanto ouvir dizer que NÃO SABIA, se fosse em qualquer outro Governo ele já teria sido DEMITIDO SUMARIAMENTE, por muito menos besteira que tivesse feito, provando que a falta de comando é normal e aceitável nesse desgoverno que aí está.
O povo tem que acordar, e ver que uma manifestação popular, pedindo segurança, foi transformada em um ato de perseguição política por parte do grupo da Prefeita, e a única resposta que a população exige no momento, é uma atitude dura e definitiva por parte da "chefa" do Poder Executivo, que não deve ter coragem de espurgar o Câncer do Governo, devido, talvéz, ao nível de comprometimento dele com "as coisas" do seu Governo, foi assim com o caso do PSDB, e continuará sendo assim até o final desse desgoverno.
Enfim as pessoas de bem, não podem mais, pelo menos por enquanto, reivindicar seus direitos, na cidade de Governador Mangabeira-Ba.
Reflitam sobre tudo isso no dia 3 de outubro, e façam sua parte.

E QUE DEUS TENHA PENA DO NOSSO POVO!!!
POSTADO POR ALBANO FONSECA

ASSESSORIA DE CÉSAR DISPARA E-MAIL CONTRA IBOPE

Imagem disparada na mensagem da campanha de César Borges
A assessoria do senador César Borges, candidato à reeleição pelo PR, disparou e-mail a toda a imprensa baiana, em que um especialista descredencia o resultado da última pesquisa do Ibope. O estudo aponta que Walter Pinheiro (PT) e Lídice da Mata (PSB) teriam superado as intenções de voto do republicano. Conforme o comunicado do parlamentar, o contador Fábio Oliveira, perito em estatística e coordenador do Movimento Nacional de Suplentes de Vereadores, constatou que a planilha do exame indica que o instituto “não segue protocolos que permitam sua validação científica”, além de colocar em xeque a sua credibilidade. “tem o claro interesse político de beneficiar e inflacionar os índices de preferência pelos candidatos do PT ao Senado na Bahia. Em cidades administradas pelo PT, o instituto entrevistou um maior número de eleitores. (...)No município de Jequié, que tem 93 mil eleitores, cidade natal de César Borges, o Ibope fez 14 entrevistas. Já em Nova Fátima, administrada pelo PT, com apenas 6.129 eleitores, o Ibope entrevistou também 14 pessoas”, analisa Oliveira. Curioso é que em 7 de agosto, quando o instituto alvo de suspeição o colocava como líder da pesquisa, com 38% de indicações, Borges regozijava-se: “Resultado do Ibope é estímulo para trabalhar ainda mais”. Clique aqui e veja.

DEPÓSITOS COMPROVAM LOBBY NA CASA CIVIL


Documentos bancários em poder da Polícia Federal, obtidos nesta sexta-feira (24) pelo Estado, confirmam que o filho da ex-ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, recebeu propina de R$ 120 mil, seis dias após a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) conceder permissão de voo à Master Top Linhas Aéreas (MTA). Os papéis mostram ainda que Israel Guerra e seus sócios tentaram cobrar propina numa negociação para que a Infraero reduzisse, em fevereiro deste ano, uma multa de R$ 723 mil imposta à MTA por deixar um avião parado na pista por mais de 30 dias. O valor da propina, nesse caso, era de R$ 50 mil. A polícia recebeu a documentação quinta-feira das mãos do empresário Fábio Baracat, que representava a MTA em Brasília. Pela primeira vez, documentos bancários comprovam o pagamento do lobby feito na Casa Civil. O escândalo derrubou Erenice Guerra da chefia da pasta. Um comprovante bancário mostra que, às 9h17 de 24 de dezembro de 2009, Baracat fez uma transferência eletrônica de sua conta bancária, no valor de R$ 120 mil, para a conta da Capital Assessoria, empresa de Israel Guerra e de Vinicius Castro, então assessor da Casa Civil. O pagamento foi feito seis dias depois de a Anac revogar, numa decisão emergencial, a punição que proibia a MTA de operar por falta de documentos.Segundo Baracat, dos R$ 120 mil depositados na véspera de Natal, R$ 100 mil foram pelo lobby na Anac. O restante era a mensalidade que pagava aos lobistas do Palácio do Planalto desde outubro. As informações são do Estadão.

domingo, 26 de setembro de 2010

GOVERNADOR MANGABEIRA-BA: PRESIDENTE DA CÂMARA É DETIDO



Após um acidente grave na Br 101, próximo ao Posto de gasolina Capivary, a população protestou colocando fogo em pneus, Aguadem maiores informações.
O presidente Albano foi detido aguardem reportagem com o mesmo.

O DEBOCHE DAS PESQUISAS ELEITORAIS

Pesquisas servem apenas para animar campanhas eleitorais. Tão-somente. Não contem com elas como avaliadoras do desempenho de candidatos porque, como disse ontem o presidente Lula, "eu não acredito em pesquisas", ressalvando que as aceita quando elas são boas para os seus interesses. Nesses últimos três dias, o DataFolha, que apresenta o maior índice de credibilidade; o Ibope, que é presidido pelo Dúbio Montenegro, que assegurou com todas as forças e "conhecimento" a vitória de José Serra, e o Vox Populi apresentaram seus números sobre a corrida eleitoral na Bahia. Nada bate com nada. São percentuais desencontrados e de tal forma que comprometem qualquer campanha. Há quem defenda, e não são poucos, a proibição da divulgação de resultados de pesquisas, encomendadas na maioria dos casos, no período oficial de campanha. Ou porque não são sérias ou porque apresentam metodologias de tal maneira diversificadas que deturpam a realidade da campanha. Como sequer se tentou uma Reforma Política no país, para não desagradar os detentores de mandatos, não convém contar com o fim das pesquisas. Mas seria bom que houvesse uma regulamentação de sorte a facilitar o entendimento do processo pelo eleitor. Da forma como procedem, tais institutos são os maiores cabos eleitorais dentre todos que aí  estão. Como Tiririca, sem eles pior não fica.
(Samuel Celestino)
Comentários: Os preços que são pagos para essas pesquisas são milhares de reais, são muitos interesses, olha quantos municípios existem e em quanto são feitos, porque não dizem as cidades, isso foi perguntado por u m eleitor

sábado, 25 de setembro de 2010

PMDB RECONHECE REVOLTA DE PREFEITOS COM DILMA


O secretário-geral do PMDB na Bahia, ex-prefeito de Canavieiras Almir Melo, reconheceu que prefeitos do seu partido no estado estão “revoltados” com a postura da presidenciável pelo Dilma Rousseff, que descumpriu o acordo firmado inicialmente com o peemedebista Geddel Vieira Lima. No entanto, segundo Melo, o comportamento de inquietude dos gestores municipais, em retaliação à petista, é um fato isolado e a decisão partiu de cada um deles. “Não demos nenhuma orientação aos prefeitos a não mais apoiarem Dilma. A ideia de Geddel é apoia-la até o final, porque ele tem palavra. Agora, o PMDB é uma grande família e alguns membros dessa família estão revoltados com a traição dela. Eles estão chateados, e com razão. Quando pedimos para que esses políticos ficassem com Dilma, não foi fácil convencê-los porque ela não passava dos 9% nas pesquisas”, disparou.

GEDDEL TIRA IMAGEM DE DILMA DA CAMPANHA

Após a declaração da presidenciável Dilma Roussef (PT) na última terça-feira (21) que negou apoio ao candidato ao governo da Bahia Geddel Vieira Lima (PMDB), fez com que a equipe do peemedebista desvinculasse nesta quinta-feira (23) as imagens de Dilma e Lula das peças publicitárias de rádio, TV e internet.  A petista ressaltou quando estava na capital baiana, que apenas subirá ao palanque do governador e candidato a reeleição Jaques Wagner (PT).  A afirmação não agradou aos companheiros de Geddel, que alegaram que a presidenciável havia assumido o compromisso de apoiar os dois candidatos ao Palácio de Ondina. O aspirante a governador achou a declaração uma traição política.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Governador Mangabeira: Prefeitura descumpre Constituição Federal e não repassa duodécimo da Câmara

Em detrimento ao que manda a Constituição Federal, a Prefeitura Municipal de Governador Mangabeira até hoje (23/09/2010) não fez o repasse do Duodécimo da Câmara Municipal de Vereadores.


Veja o que diz a Constituição:
1. O Chefe do Poder Executivo Municipal é o responsável pela gestão do Tesouro Municipal e pelo repasse de recursos aos demais Poderes e órgãos autônomos. 2. Nos termos do § 2º do artigo 29-A da Constituição Federal, o Prefeito Municipal é responsável, criminalmente, por qualquer ilegalidade ocorrida no repasse de recursos à Câmara Municipal.
O direito ao recebimento da cota duodecimal tem sede constitucional, na medida em que a Carta Federal obriga (não faculta) o Poder Executivo transferir até o dia 20 de cada mês o duodécimo do Poder Legislativo.
Medidas judiciais já estão sendo adotadas para que a Prefeitura cumpra com a determinação da Lei e a Casa Legislativa possa com esses recursos pagar as despesas com fornecedores, salário do servidores, bem como dos vereadores.


EVANGÉLICOS PEDEM PARA NÃO VOTAR EM PETISTAS

O vídeo que trata de eleições deste ano que mais teve acesso via internet é de um pastor evangélico. Trata-se da pregação do pastor Paschoal Piragine Jr., de 1ª Igreja Batista de Curitiba. Teve, até o momento, mais de 2 milhões de visitas. Na gravação, o pastor pede aos fieis para não votar em petistas, sob a justificativa de que o partido teria posicionamento favorável à "iniquidade", ao defender temas como a legalização do aborto, casamento gay e a outros sensíveis à fé cristã. Na semana passada, a estrela pop entre os pregadores evangélicos, o pastor Silas Malafaia, pediu que os evangélicos assistissem ao vídeo, em seu programa “Vitória em Cristo”, na TV Band. De imediato, o PT reagiu e enviou uma carta a Malafaia para reclamar das acusações feitas no vídeo. Afirmou Piragine: “Dois deputados federais já foram expulsos do PT por se manifestarem contra o aborto. (…). Não estou dizendo para votar em A ou B, vou dizer em quem não votar”, disse, ao se referir ao caso de Luiz Bassuma (PV), candidato ao Governo baiano, que foi expulso do PT por ser contra a legalização do aborto. Informações do blog de Lauro Jardim.
Fonte Bahia Noticias

SERRA CHAMA ATO ANTI-IMPRENSA DE ‘FASCISTA’


O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, criticou a iniciativa das centrais sindicais, com apoio do PT e dos partidos coligados, de protestar contra a imprensa. “Eu vejo uma coisa fascista. Esse pessoal quer a liberdade de palavra para a turma deles”, disse. “Como todo pessoal autoritário, tem toda liberdade pra dizer o que quiser quem é cupincha. Quem for independente tem que ser perseguido”, continuou. Em entrevista na terça-feira (21), o tucano admitiu muitas vezes não gostar da maneira como algumas reportagens são conduzidas. “Eu mesmo às vezes não gosto de alguma matéria, mas eu defendo que a imprensa seja livre pra dizer as suas coisas”, afirmou. Já o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, divulgou nota para rebater as acusações do presidente Lula à mídia. “O presidente da República apequena e mancha a investidura que recebeu para jogar-se numa aventura ilegal, subvertendo as leis e as normas básicas do jogo democrático. Sob o pretexto de popularidade, os patrocinadores da chapa oficialista consideram-se inimputáveis”, destaca o texto.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

AMEAÇAS À LIBERDADE DE IMPRENSA


Não creio que tenham coragem. Mas Lula, Dilma e os petistas estão enveredando por um caminho que leva a supor que desejam calar a imprensa, pisotear a Constituição (o que não seria nenhuma novidade, haja vista a quebra do sigilo na Receita Federal) e impor limites ao exercício da imprensa livre, fator primordial para a sustentação do regime democrático. A imprensa tem defeitos. E muitos. Mas é pior um regime fechado do que essas questões que não atingem a mídia de maneira geral. A tentativa de tiranizar as liberdades passou a ser moda na América do Sul. O poder conquistado por Lula é tamanho que ele, e seu grupo, julgam-se capazes de estabelecer mordaças, aliás, fato que não vem de agora. Já houve tentativas. Agora são as centrais sindicais que programam manifestações para esta quinta feira. Mas não conseguirão. As instituições brasileiras já não são tão frágeis, como antes de 1964. Para golpear, os militares alegaram que desejavam comunizar o Brasil. Para Lula chegar com o PT ao governo, a imprensa foi aliada, quebrando o medo de que os petistas, o PT, ameaçassem as instituições. A questão passou a ser outra. É certo que ninguém gosta de crítica. Preferem-se os elogios e quando a imprensa o faz, ficam felizes. O papel da imprensa, no entanto, não é esse. Temos o dever da crítica, gostem ou não, porque é através da imprensa que a cidadania se manifesta de forma ampla, livre e sem peias. O presidente passou a atacar a imprensa quase diariamente. Quer “extirpar partidos” como alardeou a respeito do DEM, que pode ser nocivo como partido, mas é necessário, como são necessárias todas as legendas, por mais que delas não se goste. De minha parte, tenho confessado o meu apartidarismo, mas não cedo, um milímetro, a minha independência, o meu direito à crítica e à minha liberdade. Com todo o poder popular com que se reveste Lula não tem, e se engana se assim pensar, força para quebrar princípios democráticos, para beneficiar o poder que reúne e que quer manter. No momento que tentar, a opinião pública se levantará contra a ousadia de investir contra o Estado Democrático de Direito, do qual a imprensa é base. Pode-se não gostar do posicionamento de um jornal, dois, dez, da mídia, mas não se pode ameaçá-la com mordaça. Luiz Inácio age como um pêndulo: bate e alivia. A imprensa, não, denuncia. E quando denuncia a corrupção, o que se passa em Palácio; quando denuncia mensaleiros; petistas com dinheiro na cueca, a roubalheira do Distrito Federal, a Casa Civil com Erenice e seus parentes em nepotismo explícito e roubalheira suposta, eles não gostam. Como não gostava, aqui na Bahia, o falecido senador ACM quando recebia críticas. Partia para sitiar os jornais, retirando-lhes a publicidade feita com dinheiro público. Achava-se rei. Não foi, nunca foi. Assim, Lula e seus companheiros pensam errado. O dever da imprensa, volto a dizer, é a crítica, não o elogio. O elogio é para os áulicos, a imprensa é para servir e denunciar os absurdos de uma república torta.

(Samuel Celestino)

JORNAL TRIBUNA DA BAHIA : Ibope sob suspeição

Enquanto os candidatos Walter Pinheiro e Lídice da Mata comemoravam o resultado da pesquisa Ibope, divulgada pela TV Bahia, em que os dois aparecem na liderança, a assessoria do senador César Borges disparou e-mail para a imprensa em que um especialista descredencia o resultado da última amostragem na Bahia.
Segundo Fábio Oliveira, especialista em estatística e coordenador do Movimento Nacional de Suplentes de Vereadores, a planilha detalhada da última pesquisa indica que o instituto não segue protocolos que permitam sua validação científica.
Para ele, a metodologia “tem o claro interesse político de beneficiar e inflacionar os índices de preferência pelos candidatos do PT ao Senado”. “Em cidades administradas pelo PT, o instituto entrevistou um maior número de eleitores”.
Realizada entre os dias 21 e 23 de setembro, a pesquisa utiliza critérios de amostragem de acordo com o quadro político da região estudada e no final pondera pelo peso de cada um desses segmentos no total. Dessa forma, no município de Camaçari, por exemplo, administrado pelo PT e com 134 mil eleitores, o Ibope entrevistou 28 eleitores.
Em Itabuna, administrada pelo DEM e com 140 mil eleitores, foram entrevistados apenas 14. “No município de Jequié, que tem 93 mil eleitores, cidade natal de César Borges, o Ibope fez 14 entrevistas. Já em Nova Fátima, administrada pelo PT, com apenas 6.129 eleitores, o Ibope entrevistou também 14 pessoas”. Os exemplos se seguem e estão disponíveis no site do TSE.
De acordo com matéria divulgada pelo Correio Braziliense, especialistas em estatística afirmam que o modelo utilizado pelos institutos brasileiros para medir intenção de votos é impreciso e não inspira confiança. Para eles, é impossível calcular dois dos principais indicadores utilizados pelos institutos para avaliar a consistência dessas pesquisas: a margem de erro “para mais ou para menos” e o nível de confiança.

DILMA IMITA LULA: ‘NÃO DÁ PARA SABER DE TUDO’


A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, rebateu as críticas de seu adversário José Serra (PSDB) que, no domingo (19), voltou a usar as denúncias de tráfico de influência e pagamentos de propina na Casa Civil para atacar a petista. O tucano questionou a capacidade administrativa de Dilma, ao dizer que "ou ela não é capaz, ou é cúmplice". Em resposta típica do presidente Lula, Dilma disse que não é “nem uma coisa, nem outra. Sabe por quê? Não acredito que alguém saiba tudo o que está acontecendo na sua própria família. E também não acredito que alguém saiba tudo o que acontece no governo".

Jamais foi declarado, mas se havia um quadro certo para o governo Dilma, se eleita ela for, seria Erenice Guerra. Assim posto, a demissão da ex-chefe da Casa Civil (na verdade uma casa da mãe Joana desde Dirceu) é o primeiro desfalque do governo que Rousseff pretende montar. Antes de começar, nas vésperas das eleições, e lá se vai Erenice com sua trouxa no ombro e a paretentada atrás. Todos demitidos. O interessante é que tudo o que foi divulgado, pelo que se informa, o governo já tinha conhecimento desde fevereiro. Ora, se um funcionário do Palácio sabia e até indicou o filho, Israel, como o lobista que poderia resolver uma questão para um empresário, mediante propina, natural que o governo também soubesse. Mas, como se diz, o marido é o último saber. E desde o mensalão Lula nunca soube de nada. Como tudo do governo teoricamente passa pela Casa Civil, como este posto já foi o ninho do primeiro grande escândalo da era lulista, difícil entender porque Erenice continuava no cargo. Será que Dilma, que a tinha como seu braço direito, desconhecia Erenice no que se revelava quase público, os lobbies? A ex-chefe vai responder a processo, sem fórum especial, mas não esperem nada como consequência, porque esta é a regra do país. De resto, será como sempre: o lenga-lenga do Judiciário, que se movimenta como um jabuti.

(Samuel Celestino)

terça-feira, 21 de setembro de 2010

LULA PASSOU DOS LIMITES

Imprensa

Para especialistas, Lula passou dos limites

"Nós somos a opinião pública", disse o presidente. Entidades reagiram

Marina Dias, Adriana Caitano
Lula participa da entrega de casas populares,sábado (18), em Campinas

Lula participa da entrega de casas populares,sábado (18), em Campinas (Mauricio Lima/AFP)

Marcus Vinicius Furtado Coelho , da OAB: "Ele é hábil com as palavras e acaba dirigindo o debate para o papel da imprensa, quando uma investigação deveria ser discutida"

Durante comício na cidade de Campinas (SP), no último sábado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva esbravejou declarações agressivas contra a imprensa que causaram indignação em vários setores da sociedade. Temendo que a ligação de sua candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff, com a ex-ministra Erenice Guerra, envolvida em escândalos na Casa Civil, causasse reflexos na corrida eleitoral, Lula acionou o botão de emergência.

Em um discurso inflamado, atacou os veículos de comunicação, classificando-os como destiladores de ódio e mentira. "O que eles não se conformam é o pobre estar conseguindo enxergar com os seus olhos, não precisa do tal do formador de opinião pública. Nós somos a opinião pública e nós mesmos nos formamos”, disse. De acordo com especialistas consultados pelo site de VEJA, Lula passou dos limites quando deixou a emoção dominar suas palavras em cima do palanque.

Especialista em direito eleitoral e secretário-geral da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Furtado Coelho acredita que Lula tem desviado o foco da questão ao atacar a imprensa em vez de discutir o mérito das denúncias contra integrantes de seu governo. "Ele é hábil com as palavras e acaba dirigindo o debate para o papel da imprensa, quando uma investigação deveria ser discutida". Para Coelho, um comentário do presidente deve ser encarado com cautela. "Lula fala do alto de sua popularidade e acaba se convencendo de que a opinião dele é a da maioria do povo, mas a verdade é filha do tempo, não da autoridade, como disse Abraham Lincoln", rebate o secretário-geral da OAB.

Professora de direito eleitoral da Universidade de São Paulo (USP), Monica Herman Caggiano considera a fala do presidente um "discurso típico de comício" e defende que ele demonstrou ter medo da crítica. "Na realidade, ele não está no ataque, mas na defesa. Criticou a imprensa porque se sentiu incomodado e com medo de que as denúncias atinjam a campanha".

Já o professor de Relações Internacionais da Universidade de Brasília (UnB), Antonio Jorge Ramalho, acredita que esse tipo de "opinião inflamada não vai modificar o processo eleitoral". "Quando Lula afirma que "nós somos a opinião pública", explica Ramalho, ele está querendo associar-se ao povo mais pobre. "Mas não concordo com essa declaração, pois sempre haverá formadores de opinião, pois essa é uma responsabilidade das lideranças sociais, e não só políticas".

Reações petistas - Lula não chegou a declarar, em público, aquilo que disse o ex-ministro da Casa Civil e deputado cassado José Dirceu, um dos réus do processo do mensalão. Em evento com sindicalistas em Salvador (BA), Dirceu afirmou que há "excesso de liberdade e do direito de expressão e da imprensa". A frase resume o pensamento da esquerda brasileira a respeito do assunto.

Nesta segunda-feira, foi a vez de Dilma Rousseff atacar os meios de comunicação. Irritada com as acusações de irregularidades em sua gestão na Secretaria de Minas e Energia do Rio Grande do Sul e na Federação de Economia e Estatística do estado, publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo, a candidata transformou uma agenda pública de campanha em oportunidade para atacar a imprensa. "Quero fazer um protesto veemente contra a parcialidade do jornal Folha de São Paulo. Fui julgada em todos os anos pelo TCE. Todas as minhas contas foram aprovadas".

Também nesta segunda-feira, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Associação Nacional dos Jornais (ANJ) e a Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) reagiram à fala do presidente. Ophir Cavalcante, presidente da OAB, chegou a afirmar que as declarações de Lula foram "lamentáveis". Em cima do palanque - e ao lado de Dilma - o presidente disse: "Tem dia que determinados setores da imprensa brasileira chegam a ser uma vergonha. Se o dono do jornal lesse o seu jornal ou se o dono da revista lesse sua revista, eles ficariam com vergonha do que eles estão escrevendo exatamente nesse momento".

Em 2004, Lula já havia protagonizado outro episódio alarmante para a imprensa livre. O presidente veio a público defender a criação de um Conselho Federal de Jornalismo, entidade que, segundo a proposta do governo, teria poderes de "orientar, disciplinar e fiscalizar" a atividade jornalística. O projeto - que também previa a punição a jornalistas - acabou sendo abortado. No fim de 2009, o presidente criou o 3º Programa Nacional de Direitos Humanos, uma espécie de carta de intenções que pretendia instaurar uma comissão para limitar o conteúdo de empresas de comunicação. O projeto recebeu críticas de diversas entidades e, em maio de 2010, Lula voltou atrás, assinando a retirada dos itens que indicavam o monitoramento da imprensa.


DILMA NÃO MOSTRA MESMO SEU PLANO DE GOVERNO


Um fato distinto ocorre nessas eleições presidenciais. A candidata do PT, Dilma Rousseff, segundo as pesquisas, pode sair vitoriosa já no primeiro turno, mas até agora não apresentou aos eleitores o seu programa de governo. Diferentemente da maioria dos pleiteantes a um cargo Executivo, a campanha da petista se limita a informar no horário eleitoral gratuito algumas metas que pretende alcançar. Os coordenadores da campanha do PT se restringem ao alto índice de popularidade do presidente Lula e muitas pessoas ainda não se tocaram nisso. Para alguns políticos, o plano de governo é nada menos que uma cláusula do contrato que o eleitor deve ter conhecimento para decidir se vota ou não naquele candidato.
FONTE BAHIA NOTICIAS

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

DILMA FAVORECEU FIRMA DE PESQUISA, DIZ TCE

De acordo com auditorias do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS), feitas na gestão de Dilma Rousseff (PT) na Secretaria de Minas e Energia do Rio Grande do Sul e na Federação de Economia e Estatística, entre 1991 e 2002, houve favorecimento a uma empresa gaúcha que hoje recebe R$ 5 milhões. Em 1992, os auditores constataram que a fundação presidida por Dilma favoreceu a Meta Instituto de Pesquisas, segundo eles criada seis meses antes para vencer um contrato de R$ 1,8 milhão (valor corrigido). A empresa gaúcha foi a única a participar da concorrência devido à complexidade e falta de publicidade do edital. Segundo a auditoria, a negociação entre a empresa e o órgão do governo foi sigilosa e nem sequer constou em ata os termos negociados: "Conclui-se que as irregularidades cometidas no decorrer do procedimento licitatório vieram a favorecer a empresa Meta", diz o parecer. Em 2008, a Meta venceu uma concorrência de R$ 5 milhões da Secretaria de Comunicação da Presidência para fazer pesquisa sobre os programas sociais do governo. Acionado por uma concorrente, o Tribunal de Contas da União chegou a suspender o contrato, liberado em 2009. A suspeita foi de direcionamento do edital. Informações da Folha.

VIOLÊNCIA DOMINA PERGUNTAS DO PÚBLICO NA ARATU

O protagonismo das questões sobre a segurança pública nestas eleições foram refletidos pelas perguntas feitas por moradores de Salvador convidados pela TV Aratu para o debate da noite de domingo. A maioria dos espectadores questionou os postulantes ao governo especialmente sobre a insegurança do estado e, assim, os candidatos aproveitaram para criticar a gestão de Wagner no assunto. Um exemplo foi Geddel Vieira Lima, que afirma que, para resolver o problema, é preciso de uma nova atitude e chamar para sai a responsabilidade, além de estimular o trabalho dos policiais e desenvolver para eles ações estratégicas. Já Marcos Mendes atestou que os criminosos, que em sua maioria moram em áreas muito pobres, também são vítimas do sistema e que os policiais têm de ser respeitados e bem equipados. As vozes discordantes questionaram Luiz Bassuma sobre agricultura famílias e Jaques Wagner sobre as políticas de investimentos em universidades estaduais. O deputado federal disse que na Bahia não há sequer a vontade de identificar as vocações naturais das localidades e Wagner garantiu que hoje há mais dinheiro para as instituições de ensino e que as reitorias têm total autonomia de investimento, o que não agradou a professora da Uefs que fez a questão.

O CLIMA QUE JÁ GANHOU TOMA CONTA DOS 02 PARTIDOS


A quinze dias das eleições, já começaram as primeiras conversas entre PMDB e PT para a divisão de um eventual governo Dilma Rousseff. Com José Sarney como intermediário, o Planalto avisou que nenhum dos atuais ministérios do PMDB está garantido em 2011. Tudo será redefinido. Mas, como a correlação de forças entre as duas siglas e outros partidos aliados não deve se alterar muito no próximo Congresso, o número não deve ser muito superior aos seis ministérios que os peemedebistas possuem hoje.
OS BRASILEIROS PODEM SE IRRITAR COM O CLIMA QUE JÁ GANHOU LEMBRANDO QUE 140 MUNICÍPIOS NÃO PODEM DECIDIR POR MAIS DE 5 MIL MUNICÍPIOS BRASILEIROS

domingo, 19 de setembro de 2010

BAHIA PODERÁ TESTAR NOVA CARTEIRA DE IDENTIDADE


A Bahia é um dos cinco estados brasileiros pré-selecionados para implantar o projeto piloto da nova carteira de identidade, batizada de registro de identificação civil (RIC). Apenas duas unidades federativas devem ser escolhidas, e a Bahia está no páreo. A emissão da nova identidade terá início em 1º de dezembro, e a previsão do Ministério da Justiça é que sejam expedidos 100 mil cartões no lançamento, número que deve chegar a dois milhões ao longo de 2011. A assessora do Instituto Nacional de Identificação do Departamento da Polícia Federal em Brasília, Priscila Foscia, antecipa, entretanto, que a Bahia e o Distrito Federal deverão ser os primeiros da lista a implantar o projeto. Priscila explica que o favoritismo da Bahia deve-se ao fato de o Estado já utilizar o Afis – sistema automatizado de busca de impressão digital –, que está interligado ao órgão central (Polícia Federal). A proposta do Ministério da Justiça é que cada cidadão possua apenas um número de identificação. Informações do A Tarde.

sábado, 18 de setembro de 2010

DEM ACREDITA QUE PT PODE PERDER CANDIDATURA


A liminar concedida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) que suspendeu o pagamento via convênios do Governo do Estado, animou o candidato ao Governo do Estado Paulo Souto (DEM). "Essa decisão mostra que a Justiça Baiana está atenta ao escandaloso uso da máquina pública pelo candidato à reeleição, que vem usando de todos os meios para cooptar prefeitos e lideranças. Estamos denunciando essa prática há muito tempo e agora o TRE mostra que temos razão”, comemora, com esperança de retirar o rival da disputa. O advogado da coligação, Ademir Ismerin, avalia que o caso se assemelha ao do ex-governador do Maranhão, Jackson Lago, que teve seu mandato cassado pelo mesmo tipo de irregularidade. "Temos certeza de que a Justiça tem em mãos todos os elementos necessários para dar prosseguimento à ação e aplicar as penalidades previstas em lei para esse grave crime eleitoral", disse Ismerin. O pleno do TRE ainda analisará o mérito da ação, mas como qualquer decisão do tribunal cabe recursos, o desfecho sobre a questão só deverá sair após as eleições. Nesta circunstância, caso condenado, Wagner teria o seu mandato cassado.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

BOMBA!!!!EX-PATRÃO’ NEGA TER EMPREGADO PREFEITA DE GOVERNADOR MANGABEIRA

José Geraldo Gonçalves de Mendonça, pai de Marcelo Pedreira – adversário em 2008 da prefeita Domingas Souza da Paixão (PMDB), no município de Governador Mangabeira –, resolveu se pronunciar sobre o discurso da alcaide. Ela apoia a reeleição do governador Jaques Wagner (PT) e se diz vítima de racismo pelos líderes do seu partido, Geddel e Lúcio Vieira Lima, que ameaçam expulsá-la da sigla por infidelidade. Na sua versão, sofreria perseguição por ser negra e ter sido empregada doméstica da família Mendonça, antes de derrotá-la nas urnas. “É uma mentira. Ela nunca foi minha empregada. Eu hoje sou funcionário aposentado do Banco do Brasil e, na época, residia longe de Governador Mangabeira. Quando fui nomeado gerente ela já era vereadora da cidade. Ela tem mandatos consecutivos. Sempre a conheci como vereadora”, desmentiu José Geraldo em entrevista ao BN. De acordo com ele, a fala da gestora já levou ao erro até do presidente Lula, que certa feita, em visita ao município da Região Metropolitana de Salvador reproduziu o que considera “inverdade”. “Ela se faz de coitadinha para cair na aceitação do eleitor”, definiu. Tanto o pai quanto o filho são filiados ao PP, que tem o vice na chapa do PT ao Palácio de Ondina, Otto Alencar. Segundo ele, o seu argumento não tem motivações políticas.

COMENTÁRIOS DO POVO DEPOIS DESSA REPORTAGEM: SERÁ QUE A MESMA QUE RECEBER DO PAI DE MARCELO INDENIZAÇÕES TRABALHISTA.?MARCELO NÃO É FILHO DE D. LICINHA NOSSA ENFERMEIRA DE TODAS AS HORAS. QUEM CONCORREU COM A PREFEITA FOI MARCELO NÃO O GRANDE ADVOGADO DR. MILTON SEU TIO.

ACM JR.: GOVERNO DEMITIU ERENICE POR MEDO


O senador ACM Júnior comentou o pedido de demissão da ex-ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, e afirmou que, para ele, o governo aceitou a partida da titular porque tinha medo do descontrole da situação relativa aos escândalos em que Ela se envolvia. Além disso, o caso foi uma tentativa de abafar qualquer consequência eleitoral para a campanha de Dilma Rousseff, que concorre à Presidência pelo PT. “No texto (da carta de demissão), ela disse que precisava de tempo para responder todas as acusações. Pois, a partir de hoje, tempo é o que não vai faltar para a ex-ministra, já que ela não mais vai ocupar as instalações da Casa Civil para fazer lobby e praticar tráfico de influência”, disparou

CNBB VÊ PERIGO EM DOAÇÃO DE CAMISINHAS EM ESCOLA


A instalação de máquinas de camisinhas em escolas do Ensino Médio da rede pública é encarada com preocupação pela Conferência Nacional dos Bispos no Brasil (CNBB), já que os resultados podem ser o inverso do proposto. A entidade interpreta que a iniciativa pode alavancar o número de portadores do vírus do HIV no país. segundo o assessor nacional da CNBB, padre Luiz Antonio Bento, “ao colocar as máquinas nas escolas, é realizada a promoção do preservativo, o que do ponto de vista da moral católico, pode favorecer, indiretamente, o desenvolvimento da epidemia da Aids”, argumenta. Para ele, as camisinhas são incapazes de assegurar um proteção total da doença e a sua promoção pode incitar a promiscuidade sexual.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

PARA MARINA, ESTA É UMA ELEIÇÃO DE SURDO


A candidata à Presidência da República presidente pelo Partido Verde (PV), Marina Silva, afirmou nesta quarta-feira (15) que esta é uma eleição de 'surdo', onde boa parte dos eleitores aparentemente fazem pouco caso com as propostas dos candidatos. “Muito obrigado por estarem prestando atenção no que eu estou dizendo. Nós estamos fazendo uma eleição de surdo. Onde as pessoas parecem que nem querem escutar. Eu estou me dispondo a falar e escutar. Porque nos debates o que estão fazendo é colocando sempre casca de banana, para ver quem escorrega e, no escorregão do outro, qual é o voto que eu ganho, disse Marina Silva em Minas Gerais.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

JOSÉ DIRCEU O HOMEM DO MESSALÃO: DILMA NÃO TEM EXPRESSÃO POPULAR


O polêmico José Dirceu (PT), em visita a Salvador nesta segunda-feira (13), proferiu uma palestra para sindicalistas no Comitê dos Petroleiros, no Jardim de Alá. Sem saber da presença de jornalistas, o deputado cassado e ex-chefe da Casa Civil avaliou que a candidata do seu partido a presidente, Dilma Rousseff, “não se representa” sozinha, mas acredita que a eleição dela está “carimbada”. Dirceu avalia que a presidenciável tem uma liderança limitada, diferentemente de figuras como Antonio Carlos Magalhães. “A Dilma não é uma liderança que tenha uma grande expressão popular, eleitoral, uma raiz histórica no país como o Lula teve, como o Brizola, o Arraes, e como a própria direita também teve aqui mesmo (na Bahia), uma liderança que foi o próprio ACM que, independentemente do fisiologismo, era uma liderança popular”, falou. Na autocrítica do partido que ajudou a fundar, Dirceu defende a renovação como prioridade. “Nós temos que voltar a transformar o PT em uma instituição política, para o que ele foi criado, e uma instituição política tem valores, tem programa”, disse. Informações do A Tarde.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

SERÁ QUE A BAHIA VAI BEM? DOIS HOMENS MORREM POR MENINGITE C


A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou a morte de dois rapazes infectados pela meningite meningocócica do tipo C. Jamilson da Conceição, 18 anos, e Marcelo dos Santos Gomes, 28 , moradores de São Francisco do Conde, morreram no Hospital Couto Maia, na capital, neste fim de semana. De acordo com a secretária da Saúde de São Francisco do Conde, Marília Santos Fontoura, o último caso registrado da doença no município foi em 2008. “Na sexta-feira, quando houve a suspeita, todo mundo ficou em alerta”. A médica infectologista e diretora do Hospital Couto Maia, Ceci Nunes, conta que os óbitos ocorrem depois de dois meses sem ocorrências deste tipo no hospital. Na noite desta segunda-feira (13), mais uma pessoa com a suspeita da doença foi transferida para o Hospital Couto Maia. De acordo com informações da rádio São Francisco FM, trata-se de Elza Ribeiro, 60 anos. Informações do A Tarde.

IBGE DESMENTE DADOS DO ÁGUA PARA TODOS NA BA D'O GOVERNO DO PT


O candidato a governador Paulo Souto (DEM) promete acionar a Justiça contra uma suposta propaganda enganosa do Governo do Estado sobre os números divulgados de pessoas atendidas no programa Água para Todos. Segundo o democrata, o chefe do Executivo estadual Jaques Wagner se vangloria ao dizer que beneficiou 2,5 milhões de baianos, mas uma pesquisa realizada recentemente pelo IBGE desmente esses dados. O instituto revela que apenas 700 mil cidadãos são assistidos com a ação, o que significa um terço do que é anunciado pela administração petista. “Não faltam exemplos de mentira no atual governo, mas esses dois casos são emblemáticos e estão sendo desmascarados com a divulgação da pesquisa”, critica Souto. O postulante ao Palácio de Ondina também fez questão de lembrar de que o programa Todos pela Educação (Topa) também já havia sido desmentido pela pesqusa (ver nota). “Eles inventam números, repetem incessantemente a mentira na propaganda, mas o fato é que a Bahia continua sendo o estado com mais analfabetos no país.”

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

PAULO SOUTO: PESQUISAS FEITA SÓ NA CAPITAL, NÃO REFLETE NAS RUAS




O ex: Governador Paulo Souto diz que pesquisas feita só em Salvador em alguns barrios, não refletem o que o povo diz nas ruas da capital e interiores da Bahia, para cair nas pesquisas teria que ter acontecido um fato muito grave que eu fizesse, mas não fiz , meu trabalho como Governador na Bahia foi bem avaliado não mentir para os Baianos, não prometir a policia que iria pagar a URV, como foi promeito pelo governador atual, a violência disparou na Bahia eu sou Baiano de verdade.

domingo, 12 de setembro de 2010

DIRCEU O HOMEM DO MESALÃO, ALMOÇA COM CAETANO SEGUNDA


Trio José Dirceu, Josias Gomes e Luiz Caetano terá novo encontro na Bahia

O ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, que é um dos coordenadores da campanha da presidenciável Dilma Rousseff retorna à Bahia neste domingo (12). Ele desembarca em Salvador e segue direto para Camaçari, onde terá uma reunião com empresários, lideranças políticas e sindicais e secretários municipais que apoiam as candidaturas do PT de Josias Gomes (deputado federal) e Luiza Maia (estadual). Ao meio-dia Dirceu se encontrará com o prefeito da cidade, Luiz Caetano, que lhe ofereceu um almoço. Como o alcaide gerencia a campanha do governador Jaques Wagner à reeleição, os dois devem trocar figurinhas sobre a corrida dos petistas aos palácios do Planalto e de Ondina.



sábado, 11 de setembro de 2010

Governador Mangabeira- Ba; Maria Luiza: “nada intimida quando se é correto e se luta por causas justas”


Acompanhada do prefeito João Henrique, do deputado ACM Neto, do vereador Alberto Braga e uma comitiva formada pelas lideranças locais, entre as quais, o ex-prefeito, José Santana, o ex-deputado Gerson de Deus, o ex-vereador Mário Santana, o vice-prefeito Cláudio Santana, o ex-prefeito de Sapeaçu, Tasso Peixoto e o diretor cultural, Jefferson de Aquino, Maria Luiza cumpriu mais uma etapa da campanha à reeleição, no interior do Estado, visitando as localidades de Meio de Campo e Cerquinha.

O ex-prefeito de Governador Mangabeira, José Santana, saudou Maria Luiza como “a nora de um dos maiores políticos que essa terra já teve, o senador João Durval”, e continuou sua fala enaltecendo os benefícios levados ao município por João Durval – quando governador – a exemplo da eletrificação rural. O deputado ACM Neto agradeceu a confiança e liderança que “neste momento, estão sendo emprestadas a mim e a Maria Luiza, quando temos a chance de construir uma parceria sólida na capital e no interior”.

Zé Santana usou da palavra e mostrando sua grande liderança e sempre com os seus amigos e eleitores falou em voz alta a todos.

DILMA AINDA NÃO TEM VOZ PRÓPRIA: É REPRESENTADA



Dilma se tornou uma espécie de boneca de ventríloquo que tem, atrás e movendo as cordas, o presidente Lula. Quem responde por Dilma é Lula, quem avaliza por Dilma é Lula, quem faz promessas por Dilma é Lula, donde, pelo andar da carruagem, se conclui que quem governará será Lula, a não ser que a candidata, se vencer a eleição, ao chegar ao governo cometa atos que não são incomuns na política brasileira. A partir de pequenos movimentos que, pouco a pouco, se adensam, acabem por estabelecer distâncias da futura presidente (se for eleita, como disse), de figuras que se julgam (e na verdade são) sócias do poder conquistado. Do jeito que está a acontecer, os dois andarão – Dilma e Lula - de mãos dadas no jardim celeste. Se duvidarem, Lula, por teimosia ou nostalgia, ele usará a faixa presidencial do peito. Naturalmente, trata-se de mera suposição, mas há sinais suficientes para se imaginar que assim poderá ser. Corre nos bastidores políticos e no breu das tocas que outro que mandará, e muito, é a eminência parda da campanha, José Dirceu, que se diz companheiro em armas de Dilma, nos anos de chumbo da ditadura. A candidata nega que tenha empunhado armas, mas isso é mera retórica de campanha. À medida em que as pesquisas colocam pontos à frente para a petista, aumentam as doses da paternidade que a põem como uma dependente. Só não vale declará-la dependente na Receita Federal. Porque os neoaloprados do PT quebram o sigilo fiscal, pisoteando a Constituição. Aliás, a Constituição Cidadã de Ulysses Guimarães parece até que vale menos do que a outorgada pela ditadura militar.

(Samuel Celestino

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

CACHOEIRA-BA:PREFEITO PULA PULA


No dia 08/09, às 13h, inúmeros de veículos plotados, conduzidos por integrantes da base aliada do prefeito Tato Pereira, juntos recepcionaram o governador Jacques Wagner, os candidatos a vice-governador Otto Alencar, senadores Lídice da Mata e Walter Pinheiro, os candidatos a deputado estadual Nelson Leal e a federal Luiz Argolo, em movimentada carreata pelas ruas centrais da cidade, após rápida concentração no estádio 25 de Junho.
Além da base aliada, amigos, correligionários e admiradores do prefeito Tato Pereira aderiram ao movimento de apoio aos seus candidatos.
Todas as outras forças que integram o cenário político da comunidade cachoeirana estavam presentes, como o ex-prefeito Raimundo Leite, Teobaldo Miranda, João Mascarenhas, Luiz Antônio Araújo. O Dr. Sílvio Oliveira, presidente do diretório local do PT acompanhou o governador Wagner em carro aberto ao lado do prefeito Tato Pereira.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

PREFEITA NEGRA VAI PROCESSAR GEDDEL


Placas de Wagner na cidade foram confeccionadas com a foto da prefeita do PMDB

O chamado “AI-15", como foi denominado, ironicamente, a decisão do diretório regional do PMDB ameaçando desligar do partido e cassar quem tem mandato por infidelidade partidária o peemedebista que estiver a apoiar Wagner, desencadeou um episódio curioso na tarde desta quarta-feira (8), no município de Governador Mangabeira. Vale contar a historinha. A prefeita do município, Domingas Souza da Paixão, era empregada doméstica e resolveu enfrentar, candidatando-se ao cargo, o filho do seu ex-patrão. Ganhou. Ela é negra. Hoje, Em uma carreata da chapa governista, que acabou em concentração na Praça Castro Alves, a principal da cidade, ela anunciou que processará Geddel Vieira Lima e o presidente da legenda, Lúcio Vieira Lima, por racismo. Disse que foi destratada pelos irmãos e humilhada, por apoiar Wagner. Na manhã desta quarta mesmo, ela disse ter recebido um ultimato do PMDB. Em resposta, declarou que processará os dois irmãos por crime de racismo, e que não arredará o pé do PMDB. Considera que, em 2008, foi eleita com o apoio do PMDB e do PT, que estavam unidos. Assim posto, não cometeu, entende ela, nenhuma infidelidade “até porque Geddel passou o rodo e não deu satisfação a nenhum prefeito da legenda que romperia com o governador”. O seu discurso gerou um furdunço na região. Na praça do discurso está, coincidentemente, o comitê da prefeita com um cartaz em que Domingas aparece ao lado de Lula, Wagner e Dilma. Caso interessante, mas não incomum, porque em política nada o é.

(Samuel Celestino)

PLÍNIO DIZ QUE DILMA DEFENDE 'POLÍTICA VAGABUNDA'


Como já era de se esperar, a ausência da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, foi o principal tema do debate promovido na noite desta quarta-feira (8), pelo Grupo Estado e pela TV Gazeta. Participaram do evento os postulantes José Serra, do PSDB, Marina Silva, do PV, e Plínio de Arruda Sampaio, do PSOL. Em primeiro lugar nas pesquisas, a petista alegou incompatibilidade de agenda para não comparecer, pois estava em um comício em Minas Gerais. Contudo, seus adversários não pouparam críticas. O franco-atirador Plínio de Arruda fez um dos comentários mais contundentes contra ela. “Essa moça é um blefe. Ela foi inventada. Ela está defendendo uma política vagabunda. Defende um aumento sem-vergonha para o salário mínimo. Os problemas na educação, na saúde, ela não tem resposta para isso. Ela é uma invenção marqueteira”, disse o socialista. Para o tucano Serra, a ausência de Dilma “reflete dificuldade de explicar o que pensa” e afirmou que há a tendência de terceirizar a campanha. Plínio concordou com Serra: “É isso mesmo. Onde ela vai, a capangada vai atrás.”

(Rafael Albuquerque

GOVERNADOR MANGABEIRA-BA: CADÊ A CARREATA

ONTEM O POVO DA CIDADE DISSE: ISSO AI É CARREATA? E FOI COMPARADA COM UMA MUQUEQUINHA. TINHA MAIS CARRO DE POLICIA DO QUE PESSOAS DISSE UM SENHOR DE 65 ANOS QUE FICAVA NA PORTA DE SUA RESIDÊNCIA, ELE ME GRITOU: GAGUINHO PODE PASSAR A POLICIA ESTÁ FAZENDO CHARME!...

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Dilma 1,99 Rousseff

Depois de falir como comerciante, Dilma Rousseff voltou correndo para o aparelho estatal. A loja de produtos panamenhos e chineses foi expurgada de sua biografia oficial. O fracasso revela a verdadeira natureza de Dilma Rousseff: ela só existe como acessório do PT”

Dilma Rousseff teve uma loja de produtos importados. O empreendimento durou menos de um ano e meio. Se Dilma Rousseff mostrar como presidente da República o mesmo talento que mostrou como empresária, o Brasil já pode ir fechando as portas.

Dilma Rousseff era uma apaniguada do PDT. Quando saiu do PDT, ela virou uma apaniguada do PT. Desde seu primeiro trabalho, trinta anos atrás, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Dilma Rousseff sempre foi assalariada do setor estatal. E no setor estatal ela sempre foi apadrinhada por alguém. O PT loteou o estado. Nesse ponto, Dilma Rousseff é a mais petista dos petistas. Porque durante sua carreira todos os cargos que ela ocupou foram indicados por alguma autoridade partidária. Dilma Rousseff é o Agaciel Maia dos Pampas. Ambos pertencem à mesma categoria profissional. Tiveram até cargos análogos. Agaciel Maia, apaniguado de José Sarney, foi nomeado diretor-geral do Senado.

Dilma Rousseff, apaniguada de Carlos Araújo, foi nomeada diretora-geral da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Além de ser um dos mandatários da esquerda gaúcha, Carlos Araújo era também o marido de Dilma Rousseff, garantindo esse gostinho pitoresco de Velha República cartorial e nepotista.

A loja de produtos importados de Dilma Rousseff foi inaugurada em 1995. Fechou quinze meses depois. Foi o primeiro e último trabalho que ela teve fora do sistema de loteamento partidário. Deu errado. Carlos Araújo, seu financiador, acabou perdendo dinheiro. O dono de uma tabacaria localizada perto da loja de Dilma Rousseff contou o seguinte à Folha de S.Paulo: “A gente esperava uma loja com artigos diferenciados, mas quando ela abriu era tipo R$ 1,99”. A especialidade de Dilma Rousseff eram os brinquedos chineses importados da Zona Franca de Colón, no Panamá. Em particular, os bonecos dos “Cavaleiros do Zodíaco”, escolhidos pessoalmente por ela. O Brasil de Dilma Rousseff será assim: um entreposto de muambeiros panamenhos inteiramente tomado pela pirataria chinesa. É o Brasil a R$ 1,99. Dilma Rousseff, com seu mestrado galáctico, será nossa Saori Kido, a Deusa da Sabedoria dos “Cavaleiros do Zodíaco”. José Dirceu, com sua armadura vermelha, será nosso Dócrates mensaleiro.

Depois de falir como comerciante, Dilma Rousseff voltou correndo para o aparelho estatal, onde ninguém perde dinheiro e o único cliente é o partido. A loja de produtos panamenhos e chineses foi convenientemente expurgada de sua biografia oficial. O fracasso do empreendimento, porém, revela a verdadeira natureza de Dilma Rousseff: ela só existe como um acessório do PT, exatamente como os sabotadores da Receita Federal que violaram o imposto de renda da filha de José Serra e fraudaram seus documentos. O Brasil está à venda por R$ 1,99. Ou fechamos as portas de Dilma Rousseff, ou ela fechará as nossas portas.

BRITO DEFENDE A PROIBIÇÃO DE PESQUISAS


Com 3% das intenções de votos, segundo pesquisa Vox Populi, o candidato ao Senado pelo PTB, Edvaldo Brito, se nega a comentar o resultado das consultas eleitorais. Em entrevista ao BN, vai além e demonstra desprezo e repúdio aos levantamentos, que, em sua avaliação, deveriam ser proibidos pela legislação eleitoral. Para ele, os resultados acabam por sugestionar os eleitores e influencia no resultado das urnas. O postulante questiona ainda os métodos utilizados nas pesquisas, como a do instituto Datafolha. Brito destaca que foram ouvidas 208 pessoas na capital, 42 em Feira de Santana e somente 12 nos demais municípios. “Como fazer uma medição com esse referencial se o estado tem mais de 12 milhões de habitantes?”, questiona. Vice-prefeito de Salvador, Edvaldo Brito diz que seu sonho mesmo sempre foi ser senador ou ministro do Supremo. Espera realizá-lo, apesar das pesquisas.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

GOVERNADOR MANGABEIRA-BA: BR 101 KM 213





Ótimo atendimento comida de primeira qualidade e grandes pesonalidades frequentam a Churrascaria Atalaia na direção do Gaúcho Idemir

Independência do Brasil



História da Independência do Brasil, Dom Pedro I, Grito do Ipiranga, 7 de setembro, História do Brasil Império, Dia da Independência, transformações políticas, econômicas e sociais, dependência da Inglaterra no Brasil

A Independência do Brasil é um dos fatos históricos mais importantes de nosso país, pois marca o fim do domínio português e a conquista da autonomia política. Muitas tentativas anteriores ocorreram e muitas pessoas morreram na luta por este ideal. Podemos citar o caso mais conhecido: Tiradentes. Foi executado pela coroa portuguesa por defender a liberdade de nosso país, durante o processo da Inconfidência Mineira.

Dia do Fico

Em 9 de janeiro de 1822, D. Pedro I recebeu uma carta das cortes de Lisboa, exigindo seu retorno para Portugal. Há tempos os portugueses insistiam nesta idéia, pois pretendiam recolonizar o Brasil e a presença de D. Pedro impedia este ideal. Porém, D. Pedro respondeu negativamente aos chamados de Portugal e proclamou : "Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico."

O processo de independência

Após o Dia do Fico, D. Pedro tomou uma série de medidas que desagradaram a metrópole, pois preparavam caminho para a independência do Brasil. D. Pedro convocou uma Assembléia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra, obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino. Determinou também que nenhuma lei de Portugal seria colocada em vigor sem o " cumpra-se ", ou seja, sem a sua aprovação. Além disso, o futuro imperador do Brasil, conclamava o povo a lutar pela independência.

O príncipe fez uma rápida viagem à Minas Gerais e a São Paulo para acalmar setores da sociedade que estavam preocupados com os últimos acontecimento, pois acreditavam que tudo isto poderia ocasionar uma desestabilização social. Durante a viagem, D. Pedro recebeu uma nova carta de Portugal que anulava a Assembléia Constituinte e exigia a volta imediata dele para a metrópole.

Estas notícias chegaram as mãos de D. Pedro quando este estava em viagem de Santos para São Paulo. Próximo ao riacho do Ipiranga, levantou a espada e gritou : " Independência ou Morte !". Este fato ocorreu no dia 7 de setembro de 1822 e marcou a Independência do Brasil. No mês de dezembro de 1822, D. Pedro foi declarado imperador do Brasil.

Pós Independência

Os primeiros países que reconheceram a independência do Brasil foram os Estados Unidos e o México. Portugal exigiu do Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas para reconhecer a independência de sua ex-colônia. Sem este dinheiro, D. Pedro recorreu a um empréstimo da Inglaterra.

Embora tenha sido de grande valor, este fato histórico não provocou rupturas sociais no Brasil. O povo mais pobre se quer acompanhou ou entendeu o significado da independência. A estrutura agrária continuou a mesma, a escravidão se manteve e a distribuição de renda continuou desigual. A elite agrária, que deu suporte D. Pedro I, foi a camada que mais se beneficiou.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

ALMIR MELO: “PT MENTIU EM DIREITO DE RESPOSTA”


Almirzão" se diz indignado com os artifícios do PT

O secretário-geral do PMDB baiano, Almir Melo, considerou absurda a explicação dada pelo PT em direito de resposta concedido pela justiça eleitoral contra “uma afirmação verdadeira” feita no programa da coligação de deputados federais da campanha de Geddel. “Eles utilizaram o tempo concedido pela justiça para veicular uma mentira deslavada”, disse Almir, indignado com os artifícios que o PT baiano vem utilizando em sua campanha: “O programa do PMDB disse que o governo Wagner gastou mais em propaganda do que investiu em segurança pública. E é verdade, gastou quatro vezes mais. O governo mente ao fazer jogo de números e querer confundir despesas de custeio com investimento. Custeio é pagamento de salários, de gasolina para carros, de balas para as armas dos policiais e esse tipo de despesas correntes do dia-a-dia. Investimento é outra coisa e eles quase não fizeram mesmo. Em 2009 eles gastaram R$ 108 milhões em propaganda e R$ 26 milhões em investimento. A Folha de São Paulo mostrou isso, eu digo isso e além de dizer provo. Estou certo de que a justiça eleitoral tem a intenção de ser realmente justa e por isso não tenho dúvida de que iremos buscar esse tempo de volta e usar no programa deles para provar que eles estão mentindo”, afirmou.

GEDDEL: WAGNER É ‘POLÍTICO DE DUAS CARAS’


O candidato ao Governo do Estado pela coligação “A Bahia tem Pressa”, Geddel Vieira Lima (PMDB), devolveu as críticas pessoais recebidas do concorrente Jaques Wagner (PT), candidato a reeleição, em entrevista ao jornalista Casemiro Neto, no programa Que Venha o Povo, da TV Aratu, nesta sexta-feira (3). “Não vejo em Wagner nenhuma autoridade política ou moral para apontar o dedo dele em qualquer aspecto". Segundo o ex-ministro, "o governador se consolida como um político de duas caras. Quando estamos ao lado dele, merecemos todos os elogios naquele estilo republicano e simpático típico de Wagner. Quando divergimos, recebemos ataques gratuitos e pessoais como ele me fez ontem aqui na entrevista com você". Na quinta, no mesmo programa, Wagner afirmou que o peemedebista “coloca os interesses pessoais acima de qualquer coisa”. Ao ser questionado por Casemiro sobre o fato de Lula pedir votos para Wagner, o candidato do PMDB disse achar a situação “natural”, mas ponderou que para expressar este apoio "Lula sofreu pressões insondáveis através da amizade que mantém com o governador. Aliais, Wagner é um administrador frágil que sustenta a sua administração na bengala desta amizade”, disparou, ao encerrar seu contra-ataque.

domingo, 5 de setembro de 2010

ERRO DE DILMA CAUSOU PREJUÍZO DE R$ 1 BI, AOS POBRES



Se o candidato tucano José Serra (PSDB) abriu mão de fazer oposição ao atual governo e à candidata Dilma Rousseff (PT), e apenas aborda o aspecto ético e legal do episódio da quebra de sigilos, coube a imprensa mostrar o que houve de errado na gestão de Dilma no Governo Federal. Em matéria publicada neste domingo (5), a Folha de S. Paulo revela que um erro cometido à frente do Ministério de Minas e Energia, apontado previamente pelo Tribunal de Contas da União (TCU), em um processo que se arrastou por sete anos, gerou prejuízo ao consumidor de R$ 1 bilhão. Uma auditoria do próprio governo confirma o erro. Segundo as decisões do tribunal, Dilma tardou em reconhecer e corrigir deficiências na tarifa social, um benefício concedido a consumidores de luz de baixa renda. O erro resultou no gasto inadequado, entre 2002 e 2007, de R$ 2 bilhões de um fundo mantido por consumidores de todo o país. Do total, R$ 989 milhões corresponderam à passagem de Dilma pelo ministério, de 2003 a 2005. A tarifa é coberta por um encargo embutido na conta de luz, a CDE (Conta de Desenvolvimento Energético). Gerido pelo governo, o fundo CDE remunera as distribuidoras de energia de acordo com o número de famílias beneficiadas pela tarifa social, além de bancar o Luz para Todos e outros programas federais. A distorção aponta que consumidores pobres subsidiaram as contas de ricos.
FONTE :BAHIA NOTICIAS